7.7.10

Dias quentes

O calor é de todo enfernal
supera tudo o que é considerado
"normal", mas um dia,
tudo vai ser enterra
do.
Sobre o que perdi,

nao ha um so dia que nao o pense,

nos velores que ja vali
nao ha quem os recompense.
E os seres que nem fé dão
continuam independentes.
Nao têm dó, nao têm perdão
São o inverso destes dias quentes.

E uma vez alguém parou
mas com a frieza, seguiu
e nada revolucionou.

A espécie um dia acabará
Era o que se ouvia dizer.
nenhuma novidade alguem lhe dava
a
pois sempre fora isso
Que a todos fizera crer
.

Um comentário:

  1. MiguelTeixeira10:11 AM

    muito bom Cátia, parabéns ;)

    ResponderExcluir

considerações: